Em 2018, coloque paz no seu coração

Em 2018, coloque paz no seu coração

Ano Novo. Que seja de conquistas para cada um de nós e para o Brasil. Afinal, como país, temos muitos motivos para estar otimistas – a economia está dando sinais de retomada, o desemprego está caindo, a inflação permanece baixa, nossa seleção está bem cotada para ganhar a Copa do Mundo na Rússia e em outubro vamos eleger um novo presidente, novos governadores, senadores e deputados. Não é pouca coisa. E para você? Também será um ano transformador se souber cuidar de si mesmo, aprendendo a viver em paz e colocando sentimentos positivos dentro do coração.

Vamos deixar o passado no lugar dele e viver o presente, com um olho no futuro, sempre com muita serenidade. Sabemos o quanto foi difícil e estressante o ano que passou, mas, como diz o ditado, ‘não adianta chorar sobre o leite derramado’. É importante se desfazer desses sentimentos ruins e rancorosos em relação ao que passou e começar de novo, com fé, energia e a disposição de um professor em seu primeiro dia de aula. Estamos precisando disso.

Em seu último livro lançado em português pelo selo IRH Press do Brasil, O Milagre da Meditação, o autor e mestre japonês Ryuho Okawa nos estimula a “treinar nossa mente para poder libertá-la dos pensamentos que provocam desarmonia”. Na obra, ele ensina os segredos da meditação e sua importância para alcançar a paz interior, desde que olhemos nossa vida de uma perspectiva espiritual, “acreditando na existência do divino”.

“Somos aquilo que pensamos”, diz Okawa. É com essa convicção que devemos iniciar 2018, acreditando em nosso potencial de transformação pessoal – inovar nossa própria vida e a realidade que nos cerca. Acredite. Seja diferente. Evite pensamentos negativos. Você e ninguém mais é o autor da história de sua vida e o construtor da própria felicidade. Essa força interior o ajudará a encontrar caminhos alternativos e soluções mesmo nos momentos de dificuldades e perdas. Infelizmente, “a maioria das pessoas segue pela vida sem ter ideia do que ocorre em sua mente e do que ela é capaz de conseguir”.

No corre-corre diário, no trabalho ou junto à família, devemos cultivar “pensamentos de paz interior”. Pessoas que conseguem manter a serenidade do coração têm mais facilidade de manter o equilíbrio diante das exigências do mundo moderno, onde todos nos cobram atenção, eficiência e resultados.

Às vezes, temos a impressão de que nunca conseguimos concluir uma tarefa e de que estamos sempre correndo atrás. Esse permanente estado de insatisfação, quando levado ao extremo, pode nos deixar angustiados, sem paciência, e muitas vezes deprimidos, descontrolados e até violentos. Isso pode acontecer no trabalho, em casa, em um relacionamento amoroso, pode afetar jovens, adultos, até crianças, pais, mães, executivos, gerentes ou funcionários.

Caso você se sinta nessa situação, comece 2018 tentando mudar. É bom alimentar sonhos para o futuro, mas não adianta fazer promessas de correr atrás de conquistas materiais se você não estiver em paz com você mesmo, com você mesma. E tudo pode começar com pequenas atitudes. Por exemplo, “a técnica de respirar calmamente é um método muito eficaz para criar uma energia de pensamento serena”, evitando explosões de raiva e respostas intempestivas diante de agressões e ofensas. Inspirar e expirar de forma ritmada tem um efeito relaxante sobre os músculos do corpo todo, reconduzindo nossa mente a um estado de calma e serenidade.

Essa serenidade, cultivada e renovada todos os dias, transformará sua vida. Com pensamentos e o coração em paz, você se tornará mais paciente, perspicaz e ganhará o respeito de todos como uma pessoa sensata. Um dos caminhos para essa transformação é a meditação. “Ela nos liberta de pensamentos negativos, consegue a elevação de nossa consciência, leva à união com o divino e nos faz vivenciar a felicidade da paz interior”, diz o mestre Okawa.

Pacificar nossa própria vida nos fará ver o mundo com outros olhos e nos deixará mais preparados para grandes conquistas. Tente. Você pode ter um ano muito mais feliz do que imagina.

Photo by Simon Migaj on Unsplash

Do livro O Milagre da Meditação(IRH Press do Brasil), do mestre Ryuho Okawa, fundador da Happy Science – movimento que apresenta a chave da verdadeira felicidade às pessoas de todos os países, raças e crenças, pregando a criação de um mundo de paz através da inovação espiritual, educacional e política.

Nunca pare de pensar! Pensamentos têm poder

Nunca pare de pensar! Pensamentos têm poder

No mundo moderno, tudo está em constante crescimento e desenvolvimento. Numa sociedade em evolução, uma das condições para sobreviver é ter como um dos objetivos desenvolver‑se e prosperar. Já na administração de negócios, nada fica sem mudar; nada fica como está. Tudo muda dia a dia; tudo evolui sempre. À exceção daqueles que trabalham sozinhos, todos têm chefes ou subordinados. Se você ocupa uma posição de comando, precisa entender de administração. Se trabalha sob as ordens de outra pessoa, precisa compreender seu modo de pensar.

É fundamental nunca parar de pensar. Os pensamentos têm poder. Nós somos influenciados por aquilo que ocorre à nossa volta, sujeitos a constantes mudanças. Uma companhia está fadada a estagnar, a sair perdedora em relação à concorrência e até acabar fechando se seus administradores, executivos e funcionários não tiverem a consciência de que vivemos numa sociedade em evolução, que exige nova mentalidade gerencial.

As inovações constantes são fundamentais. Os administradores precisam prover o que o mercado exige. Por isso, têm de pensar, apresentar ideias que satisfaçam a essas exigências e sejam adequadas ao propósito do negócio. As ideias também precisam gerar lucro. Cargos que não se traduzem em lucro são logo eliminados. É muito importante que você tenha abundância de ideias e que saiba concentrá-las em seu objetivo. Isso vale também para as pessoas que montam seu próprio negócio e têm em geral um monte de ideias. Para que gerem lucro, é preciso adequá‑las ao propósito específico que se tem em mente.

Photo by Tim Foster on Unsplash

Do livro As Leis da Invencibilidade - Como Desenvolver uma Mente Estratégica e Gerencial (IRH Press do Brasil), do mestre Ryuho Okawa, fundador da Happy Science – Seus mais de 2.200 livros publicados, traduzidos para 28 idiomas, já venderam mais de 100 milhões de exemplares no mundo todo.

Férias: tempo de repor as energias

Férias: tempo de repor as energias

É tempo de férias para quase todos os estudantes e boa parte dos trabalhadores. Tempo de parar para um merecido descanso depois do ano conturbado que atravessamos – com problemas pessoais se avolumando em decorrência dos problemas do país. Depois da virada do ano, nossa expectativa de que 2018 ofereça melhores condições para realização de planos e concretização de sonhos é enorme. Essa pausa, por menor que seja, é extremamente importante para repor energias para o corpo e para colocar nossa cabeça e nossa vida em ordem.

Mais do que usufruir de um direito adquirido, tirar férias é fundamental para a construção de uma vida equilibrada e feliz. Mas esse período de férias não deve ser confundido com ociosidade, indolência e moleza. Já diziam nossos pais e avós que ‘cabeça vazia é morada do diabo’. Hoje, já se fala em ócio criativo, no sentido de um trabalho mental diferente do usual ou de uma ocupação suave e agradável. Assim devem ser nossas férias, um tempo de lazer, de descanso, de novos aprendizados.

Mesmo entre os executivos já está ficando para trás aquela ideia de que nunca deveriam parar, de que sua ausência em cadeias de comando poderia comprometer os resultados das empresas. O desligamento temporário, mas total, do dia a dia da empresa leva, no retorno, a um entusiasmo renovado e ao aumento da produtividade. Estão se tornando comuns nos endereços eletrônicos respostas automáticas do tipo: “Estarei de férias até 20 de janeiro e sem verificar as mensagens”.

O grande escritor e líder espiritual japonês Ryuho Okawa tem em “Trabalho e Amor“, um de seus mais de dois mil livros publicados, um capítulo inteiro dedicado ao efeito benéfico que as férias podem ter. “A felicidade humana requer algo mais além de esforço e autoaprimoramento. Há as pequenas felicidades, as alegrias serenas que não têm nada a ver com dinamismo e esforço. É algo que brilha sobre a humanidade há milhares, dezenas de milhares de anos de eterna verdade. As pessoas precisam de um tempo para se recuperar, restaurar as energias, relaxar e renovar-se”.

Okawa faz uma comparação muito apropriada das férias com o comportamento do leão, o rei dos animais. “Quando um leão sai atrás de uma presa, põe todo o seu empenho nessa tarefa. Sabe que não pode se dar ao luxo de falhar e, então, usa cada gota de sua energia para caçar a presa e abatê-la com um poderoso golpe. No entanto, depois de devorá-la, ele deita à sombra de uma árvore, ou ao sol, e tira uma boa soneca, satisfeito. Nessa hora, não importa se uma presa atraente passa por perto; ele não mexerá um músculo, continuará na sua sesta da tarde”. O estilo de vida do leão lembra uma mola, que “não deve ficar totalmente estendida sempre, nem sempre totalmente comprimida”.

O autor prega a ideia de que a vida é uma repetição desse ciclo que oscila entre esforço e relaxamento. “Há certas épocas no decorrer de um ano em que as coisas ficam mais difíceis e você, como uma mola, precisa de um período de lazer para recuperar sua força física e mental, a fim de ser capaz de superar as dificuldades.”

Esses conceitos não se aplicam apenas aos empresários e executivos, aos funcionários de um escritório, aos trabalhadores de uma fábrica, aos estudantes e professores. Devem também, na medida do possível, ser absorvidos pela família como um todo. A parada de final/começo de ano é um tempo precioso para “estar juntos”, para ampliar o diálogo entre marido e mulher, entre pais e filhos, para matar a saudade de amigos – seja por meio de uma viagem ou de um bom passeio de final de semana.

Sendo assim, procure encarar as férias de forma positiva. É um período precioso para ampliar nossa compreensão de que a convivência familiar e o lazer são também fundamentais para a construção de uma vida feliz e sadia. Boas férias!

Photo by Ishan @seefromthesky on Unsplash

Do livro Trabalho e Amor - Como Construir Uma Carreira Brilhante (IRH Press do Brasil), do mestre Ryuho Okawa, fundador da Happy Science – movimento que apresenta a chave da verdadeira felicidade às pessoas de todos os países, raças e crenças, pregando a criação de um mundo de paz através da inovação espiritual, educacional e política.

Viva alegre e encha seu coração de luz

Viva alegre e encha seu coração de luz

A leveza de coração é o ponto de partida da felicidade. Pense de modo simples e positivo. Viva com alegria. Essa prática irá despertar você para o poder da fé e para a sua natureza divina. O mestre japonês Ryuho Okawa, em seu livro Convite à Felicidade* (IRH Press do Brasil), questiona como seria nossa vida se vivêssemos sem nenhuma dificuldade, dúvida ou tristeza. Ele nos diz que, se reduzíssemos a quantidade de coisas que encaramos como problemas, conseguiríamos finalmente desfrutar a beleza da vida.

Quando buscamos uma vida alegre, todas as coisas se tornam mais simples. Raiva e mágoas saem da nossa vida quase por completo e somos invadidos por nova sensação de bem-estar. Basta um pequeno esforço, diz Okawa. “Quando você perceber que certos pensamentos, acontecimentos e comentários dos outros ficam girando na sua mente, opte por afastar aqueles que não lhe servem. Mudar nosso pensamento também irá mudar nossas experiências. Fardos pesados serão substituídos por sensação de liberdade. A chave é sentir-se leve. É como se você se vestisse com roupas de verão.”

Encontrar alegria nas pequenas coisas irá fazer você ficar envolvido numa atmosfera de positividade. Procure aquilo que possa levantar seu astral ou dar-lhe uma injeção de energia. Tente algo simples e fácil, mas que seja novo e diferente. Muitas vezes, são as coisas simples que têm o poder de abrir novos caminhos em nossa vida.

Okawa nos deixa mais dois conselhos para encher nosso coração de luz e alegria. O primeiro é cultivar o sorriso. Sorrir nos faz sentir melhores. O sorriso é um presente que podemos compartilhar com entes queridos e até com desconhecidos. A segunda dica é pensar positivo. O segredo para o sucesso e a felicidade é plantar as sementes certas em nossa mente e ajudá-las a crescer. Pensamentos positivos atraem coisas e pessoas boas.

Photo by Priscilla Du Preez on Unsplash

Do livro Convite À Felicidade - 7 Inspirações do Seu Anjo Interior (IRH Press do Brasil), do mestre Ryuho Okawa, fundador da Happy Science – movimento que apresenta a chave da verdadeira felicidade às pessoas de todos os países, raças e crenças, pregando a criação de um mundo de paz através da inovação espiritual, educacional e política.

O poder de cura do perdão

O poder de cura do perdão

Deus é compassivo e misericordioso e sempre perdoa, por maiores que sejam nossas falhas. Conscientes disso, é mais fácil tolerar os defeitos e perdoar – tanto os nossos erros, como os dos outros. “Somos todos imperfeitos. Todos cometemos erros e experimentamos fracassos em algum ponto da vida”, ensina o mestre Ryuho Okawa em seu livro Convite à Felicidade* (publicado pela IRH Press do Brasil).

“Todos nós queremos superar os desafios da vida, mas às vezes nos vemos travando uma batalha perdida e tendo de suportar a derrota. Quando sofremos fracassos, apesar de termos dado o máximo de nossos esforços e sabedoria, precisamos ter coragem de perdoar a nós mesmos, antes de tudo, e de começar de novo”, diz Okawa. “Só quando somos capazes de perdoar uns aos outros é que alcançamos a felicidade neste mundo. Dormimos melhor à noite; sentimo-nos renovados e mais leves, como se tirássemos um peso das costas; e percebemos a compaixão que os outros nos dedicam.”

No pensamento do mestre, criador do movimento religioso Happy Science, o perdão é uma dádiva muito maior para nós do que para os outros. Manter a negatividade no subconsciente por muito tempo acabará nos fazendo adoecer. O perdão é um estado de espírito: ao praticá-lo, estamos cultivando um profundo amor que tem o poder de curar os outros e a nós mesmos. Por meio do perdão, conseguiremos nos libertar de ressentimentos e recuperar a paz de espírito. E não há nada neste mundo que pague a paz de espírito.

Não podemos mudar o que ocorreu no passado, mas podemos mudar nosso futuro, conclui Okawa no capítulo sobre o perdão em Convite à Felicidade. “Quando estamos felizes, reconhecemos que cada pessoa em nossa vida contribuiu para nos mover em direção à felicidade. Mesmo aqueles que nos magoaram tornaram-se parte integrante do nosso caminho para a felicidade. Cada um serviu como uma pedra de amolar, para refinar nossa alma.” Não se esqueça: todos nós temos o direito e a responsabilidade de ser felizes.

Photo by Ben White on Unsplash

Do livro Convite À Felicidade - 7 Inspirações do Seu Anjo Interior (IRH Press do Brasil), do mestre Ryuho Okawa, fundador da Happy Science – movimento que apresenta a chave da verdadeira felicidade às pessoas de todos os países, raças e crenças, pregando a criação de um mundo de paz através da inovação espiritual, educacional e política.

Pin It on Pinterest