O tempo é um presente de Deus. Use-o com sabedoria

O tempo é um presente de Deus. Use-o com sabedoria

Ryuho Okawa
Autor
Ryuho Okawa
Autor
O tempo é um presente de Deus

O tempo é um presente de Deus. Use-o com sabedoria

Cada segundo que passa, não pode mais ser recuperado. As 24 horas do dia são o acúmulo de todos os segundos, de todos os minutos que passam. Todos os frutos da civilização, todas as atividades humanas são desenvolvidas dentro dessa moldura do tempo. Ele representa a maior compaixão que Deus nos ofereceu como presente.

As ondas do mar avançam até a praia e depois recuam. É esta eterna ação de ir e vir, sem nunca tentar fazer nada que já não esteja previsto, que faz com que as ondas sejam o que são. Os seres humanos, porém, fazem algo mais positivo dentro do fluxo contínuo do tempo. Infelizmente, muitas pessoas usam seu tempo como se fosse água de chuveiro, deixando que escorra por elas sem pensar em como poderia ser usado para beneficiar e trazer mais poder à sua vida.

O tempo é um bem valioso, algo que ninguém pode tirar de você. Não importa em que situação se encontre, ainda assim o dia terá 24 horas. Esse tempo é precioso, um diamante eterno. Ninguém poderá privá-lo do seu valor. Jesus Cristo e todas as outras grandes personalidades da história viveram sua vida usando as mesmas 24 horas que compõem o seu dia. Ninguém foi tão bem-sucedido em fazer bom uso do tempo quanto Jesus Cristo nos últimos três anos de sua vida. Aqueles 36 meses mudaram o mundo.

Embora todos nós vivamos as mesmas 24 horas por dia, esse tempo pode ter ou não um uso excelente. Portanto, fica aqui uma dúvida: você realmente faz um uso pleno do tempo que lhe foi concedido?

Photo by Sonja Langford on Unsplash

Do livro Trabalho e Amor - Como Construir Uma Carreira Brilhante (IRH Press do Brasil), do mestre Ryuho Okawa, fundador da Happy Science – movimento que apresenta a chave da verdadeira felicidade às pessoas de todos os países, raças e crenças, pregando a criação de um mundo de paz através da inovação espiritual, educacional e política.

Seja um grão de trigo em solo fértil

Seja um grão de trigo em solo fértil

Muitas pessoas acreditam que a “fórmula da felicidade” é romper com a religião, ter acesso à educação, adquirir competências, abraçar uma profissão e ser bem-sucedido na carreira – tendo destaque na sociedade. Essa é a vida de “fé” para alguns. Em países já desenvolvidos, a realidade é que Deus está sendo eliminado e a religião está sendo excluída da educação, sob o pretexto de tornar a educação “acadêmica”.

O conflito entre o estudo acadêmico e a fé foi retratado, em 2014, no filme americano God’s Not Dead (passado no Brasil com o nome Deus não está morto). O filme é sobre um universitário norte-americano que, numa aula de filosofia, é intimado a assinar uma declaração que dizia “Deus está morto”. Se ele não fizesse isso, a aula não prosseguiria. O estudante decide lutar sozinho na universidade e, no final, acaba provando a existência de Deus com base na Bíblia.

Diante dessa situação, ouso dizer que tudo começa como um pequeno grão de trigo. Se deixarmos um grão de trigo em cima da mesa, ele continuará sendo apenas um grão de trigo, não importa quantos anos transcorram. Mesmo que fosse deixado ao ar livre, em cima de uma pedra, logo iria morrer. Se deixado em cima da terra árida, daria poucos frutos. Mas um grão plantado em solo fértil dará cem, duzentas, trezentas vezes mais frutos.

Esta é a verdadeira natureza do trabalho missionário. O trabalho missionário é o esforço daqueles que acreditam carregar a semente da verdade (como grão de trigo em solo fértil) e dão a vida para cultivar o maior número possível de frutos.

Photo by Jez Timms on Unsplash

Do livro As Leis da Justiça (IRH Press do Brasil), do mestre Ryuho Okawa, fundador da Happy Science – movimento que apresenta a chave da verdadeira felicidade às pessoas de todos os países, raças e crenças, pregando a criação de um mundo de paz através da inovação espiritual, educacional e política.

Gostar do que faz e ser útil aumenta a satisfação interior

Gostar do que faz e ser útil aumenta a satisfação interior

Vou falar com você hoje sobre alguns pré-requisitos para obter sucesso no mundo do trabalho, na profissão que escolheu – seja como funcionário de escritório ou prestador de serviços, seja como empreendedor e dono do próprio negócio, como escritor, professor, cientista etc. Lembre-se de que, perante a lei, todos têm garantia de igualdade. Não importa em que família você nasceu, se é rico ou pobre ou qual é o trabalho dos seus pais: você é livre para escolher que carreira gostaria de seguir.

A primeira condição para obter sucesso é gostar do trabalho, encontrar prazer nele e se dedicar a ele aproveitando ao máximo a própria capacidade. A recompensa pelo trabalho é o próprio trabalho. Sua competência deverá ser comprovada no mundo real. O tipo de capacidade que faz a diferença é a que vem do verdadeiro prazer de trabalhar. Pessoas que não gostam de trabalhar nunca conseguirão o verdadeiro sucesso. O segundo pré-requisito para o sucesso é tornar-se alguém útil, benéfico para a sociedade ou empresa em que trabalha. O importante é passar de uma pessoa competente para uma pessoa útil. A competência só terá valor se a pessoa estiver numa posição em que consiga utilizá-la. O terceiro pré-requisito é analisar seu trabalho para adquirir uma boa compreensão do que pode fazer sozinho e do quanto deve contar com outras pessoas para levá-lo adiante, usando suas competências gerenciais.

Há ainda o sucesso sob a ótica da satisfação interior do ser humano. Mesmo sem alcançar uma posição muito elevada na sociedade, a pessoa encerra a vida terrena com muita riqueza no coração.

Photo by Andrew Robles on Unsplash

Do livro Trabalho e Amor - Como Construir Uma Carreira Brilhante (IRH Press do Brasil), do mestre Ryuho Okawa, fundador da Happy Science – movimento que apresenta a chave da verdadeira felicidade às pessoas de todos os países, raças e crenças, pregando a criação de um mundo de paz através da inovação espiritual, educacional e política.

Idosos e suas famílias

Idosos e suas famílias

Crescer e viver cultivando hábitos saudáveis, praticando exercícios físicos, num perfeito equilíbrio entre nossa mente e nosso corpo, é um dos segredos da longevidade. Também é a melhor receita para um sereno envelhecimento, facilitando a convivência entre os idosos, suas famílias e cuidadores. Os latinos já pregavam que uma mente sã em um corpo são (mens sana in corpore sano) é fonte de bem-estar e felicidade ao longo de todas as fases de nossas vidas.

Em nossa correria diária, divididos entre o trabalho, os estudos e uma lista sem fim de compromissos, em busca do sucesso profissional e do bem-estar de nossos filhos, muitas vezes nos esquecemos de nós mesmos e do quanto é importante cuidar do nosso eu interior e do nosso corpo, através de exercícios, alimentação controlada e da prática da concentração e meditação. Na corrida desenfreada por bens materiais, não podemos colocar em segundo plano nossa saúde física e mental. Sentir-nos felizes com o que temos

Temos que ter a consciência de que, quanto mais nos esforçarmos hoje para sermos amanhã idosos sadios, menos trabalho daremos para nossos familiares e cuidadores, além de podermos transformar nossa velhice em um tempo de profundas alegrias, na convivência com os netos e amigos. Em seu livro Convite à Felicidade, o mestre japonês Ryuho Okawa diz que

“sentir-nos felizes com o que temos é o segredo da felicidade máxima. Estarmos satisfeitos é amar nossa vida, abraçá-la por aquilo que é e aceitar que todos temos vidas únicas, só nossas. Fomos abençoados com muitas coisas que merecem nossa gratidão, o que inclui cada dia de nossa vida”, mesmo quando formos acometidos por doenças graves.

Tenhamos a certeza de que muitas doenças comuns, quedas e sofrimentos serão evitados amanhã se aprendermos a cuidar de nosso corpo na infância, na juventude e na idade adulta. Combater o sedentarismo e adotar uma dieta rica em frutas e legumes, evitando o excesso de sal e açúcar pode não parecer, mas é uma iniciativa responsável de quem está comprometido com a família.

Outro tema muito pouco explorado pelo mundo acadêmico é o relacionamento entre as famílias e seus idosos – pais, avós, tios. Uma família que tem sua rotina de compromissos quebrada pela necessidade de cuidar de um idoso precisa de muita orientação e serenidade para cumprir sua missão sem traumas, sem afetar o relacionamento entre marido e mulher, entre pais e filhos.

Tanto precisam ser compreendidos os cuidadores como os idosos que estão sendo acolhidos – que, em geral, tendem a se considerar um “estorvo”, com frases como “estou sempre atrapalhando vocês”. É preciso que a família saiba cultivar um ambiente de alegria, de sorrisos e de bom humor. “Seja qual for o problema que tenhamos de enfrentar, seremos capazes de superá-lo se o aceitarmos com humildade, aprendendo com ele e compreendendo seu significado”, diz Okawa ainda em Convite à Felicidade. Essa obra estimula a meditação e aponta gestos de amor e carinho como caminho para a felicidade. “O que faz nossa alma se expandir e brilhar são os desafios que superamos”, afirma o mestre japonês.

Mais traumática é a situação das famílias que, muitas vezes, não têm condições financeiras de cuidar de seus idosos – com remédios e tratamentos caros -, o que nos remete ao outro lado do problema. É por isso que, em geral, em artigos e reportagens na mídia, aparecem poucas alusões ao lado humano dessa realidade e mais preocupação com o impacto econômico que o envelhecimento da população tem sobre as contas da Previdência Social e os orçamentos públicos.

Tudo isso deve criar em nossas famílias, desde cedo, uma conscientização maior sobre a importância de estarmos preparados para a velhice – seja com muito amor no coração, seja, se possível, com uma casa sem degraus e banheiros adaptados. Quanto mais saudáveis e financeiramente independentes formos, seremos uma preocupação a menos para nossos filhos amanhã. A velhice deve ser, e é, um tempo de serena felicidade.

Photo by Lotte Meijer on Unsplash

Do livro Convite À Felicidade - 7 Inspirações do Seu Anjo Interior (IRH Press do Brasil), do mestre Ryuho Okawa, fundador da Happy Science – movimento que apresenta a chave da verdadeira felicidade às pessoas de todos os países, raças e crenças, pregando a criação de um mundo de paz através da inovação espiritual, educacional e política.

Mantenha a calma para atravessar tempos difíceis

Mantenha a calma para atravessar tempos difíceis

Grandes sucessos muitas vezes são seguidos por imensos fracassos e vice-versa. O ciclo regular de bons e maus momentos faz parte da vida. Temos de aceitar esse fato. Não há ninguém que nunca tenha passado por dificuldades. Quando nos vemos em meio a uma sequência de fracassos, o melhor a fazer é esperar até que a tempestade passe, as águas se acalmem e a guerra a ser travada nos seja favorável. É difícil tomar a decisão de bater em retirada, de esperar – já que a vida é curta e o tempo voa. E quanto mais jovem é a pessoa, maior também é seu desejo de insistir e seguir em frente. Quanto mais terreno ela perde, mais tenta lutar. Porém, se você sentir que o momento não é propício, a melhor decisão é recuar e esperar a próxima oportunidade. Não se trata de desistir, já que persistência é palavra de ordem para quem deseja alcançar o sucesso. Mas é fundamental desenvolver esse tipo de paciência e de discernimento para triunfar na vida. Use esses períodos para se preparar pacientemente para o futuro, juntar e desenvolver forças.

A maioria das pessoas tende a agir precipitadamente. Há um método simples e antigo para salvar a própria vida em situação de afogamento. Não adianta ficar agitando os braços em pânico. Isso só vai fazer você engolir mais água. Em vez disso, fique quieto. Seu corpo, por si só, acabará flutuando na superfície. Sendo assim, em meio a dificuldades, relaxe e aguarde com paciência. Mantenha a mente em paz. Faça o que for possível hoje.

Photo by Javier Piernagorda on Unsplash

Do livro As Leis da Invencibilidade - Como Desenvolver uma Mente Estratégica e Gerencial (IRH Press do Brasil), do mestre Ryuho Okawa, fundador da Happy Science – Seus mais de 2.200 livros publicados, traduzidos para 28 idiomas, já venderam mais de 100 milhões de exemplares no mundo todo.

Descubra sua natureza divina

Descubra sua natureza divina

A chave da felicidade é aprender a olhar para dentro de nós e a procurar pela nossa natureza divina. Como um diamante, nosso verdadeiro eu reflete múltiplas facetas divinas: amor, conhecimento, coragem, luz, sabedoria, justiça e compaixão. O propósito de nossa vida é descobrir, fazer crescer o maior número possível dessas qualidades.

“A contemplação e a introspecção (de olhos fechados, em silêncio) são excelentes ferramentas para descobrir nossos atributos divinos. O objetivo da contemplação não é fazer com que você se critique por causa dos seus erros ou fraquezas, mas que consiga descobrir o ‘bem’ que já existe no seu interior. Quando nos apegamos às decepções, desenvolvemos uma autoimagem negativa ou o hábito de nos culparmos, e isso não nos ajuda em nada. Muitas vezes, isso ocorre quando perdemos a esperança por causa de desafios muito grandes como doenças, desemprego ou uma desilusão amorosa. Portanto, se você começar a achar que não é suficientemente bom ou ficar ansioso por causa do que os outros podem pensar a seu respeito, é importante saber que esses pensamentos e sentimentos são apenas sinais de que precisamos dar um passo atrás e restabelecer a conexão com nosso eu verdadeiro. Quando você sentir que desanima com facilidade, lembre-se de que sua verdadeira natureza é muito mais forte do que você acredita.”

Ao praticar a contemplação – 10 a 15 minutos diários – você irá aos poucos descobrindo tudo o que se opõe à sua natureza divina e aprendendo a se livrar de pensamentos e comportamentos que travam a verdadeira felicidade.

“Procure por sinais de amor no seu interior e, ao encontrá-los, livre-se dos sentimentos de ódio. Quando conseguir sentir que sua mente está pura e tranquila, se livrará dos desejos incontroláveis e conseguirá se libertar dos sentimentos negativos e perturbadores.” A contemplação tem o poder de fazer com que cada dia seja um novo começo em sua vida.

Do livro Convite À Felicidade - 7 Inspirações do Seu Anjo Interior (IRH Press do Brasil), do mestre Ryuho Okawa, fundador da Happy Science – movimento que apresenta a chave da verdadeira felicidade às pessoas de todos os países, raças e crenças, pregando a criação de um mundo de paz através da inovação espiritual, educacional e política.

Pin It on Pinterest